As minhas tristezómanias

Definitivamente eu sou uma pessoa muito triste mas alegre à mistura. A verdade é que, apesar de nos últimos meses ter entrado num estado de deprimência, alterando todo o meu ser, toda a minha boa disposição, tudo aquilo que sou, não poderia deixar de ser aquilo que sou que é: Croma!
Sou uma croma compulsiva e só estou bem a fazer barbaridades. Que triste, com esta idade só faz é figuras.
Pois bem, não sei se vocês têm a noção, mas aqui, a rapariga que está deste lado do ecrã é uma fedelha que só está bem é a chatear ou a brincar com os outros.
Vou partilhar com vocês, algumas das coisas que faço compulsivamente e até que acaba por ser meio maluco (um dia admiro-me que me internem no manicómio).

Irrito toda gente: Eu com isto quero dizer que, gosto seriamente de implicar com as pessoas. Imaginem, estás tu muito bem sentadinho sem fazer nada e de repente apareço e começo “Para de estar aí sentado, vai trabalhar, és um chulo, saí daqui…” e por aí fora… Sim sou bem capaz disso, e acreditem, isso para mim é o prato do dia.

Respondo às músicas: Vocês não querem ver? Eu, quando estou no meu momento de solidão, mesmo com alguém ao pé de mim, oiço com atenção as músicas que passam e dou-lhes resposta. Não sou má, ao menos existe alguém que lhes responda, do género:
– Música “Eu quero ser feliz contigo”
-Eu “Então pensasses nisso mais cedo”
Pronto mais ou menos isto.

Meto-me com tudo: Imagina que estás descontraído sentado na tua cadeira, a mexer no telemóvel e aparece uma pessoa que sou eu e se intromete naquilo que fazes. Das duas uma, ou eu toco com os meus pequeninos dedos no ecrã do teu telefone só para te chatear, ou abro a mão por completo e passo pela tua cara inteira (que muita vez corre mal, porque fazer o favor de me babar a mão).

Deprimo as pessoas: Eu sendo uma insensível compulsiva, gosto de chatear a cabeça das pessoas. Então o que é que eu faço? “Não gosto de ti, és um estúpido, vai passear, vai pentear macacos, não me chateeis, deixa-me, não mandas em mim” mais de mil e uma expressões que utilizo.

E o meio disto tudo vocês devem de pensar que sou uma maluca compulsiva, mas não meus caros (vá está bem só um bocadinho), mas é a realidade.
Eu não sou muito dada às pessoas, mas as que sou, dá nisto. Pobres coitadas,  nem elas sabem onde se metem quando querem ser minhas amigas, até tenho dó delas.
Isto é tudo culpa do meu mau feitio, eu admito, mas é assim, eu sou uma fera em pessoa!

P-S- Passatempo a decorrer na Página do facebook ! GO GO GO

12 Comments

  1. Minha querida, todos nos temos os nossos momentos bipolares mas acredita que essa fase da idade vai passar, com o tempo aprendemos a moderarmo-nos ou nao lol vai por mim 😀 Ha quem entenda que estamos a brincar e ha quem nao e esses infelimente sao cada vez mais… mas depois ficam os poucos mas bons 🙂
    Desculpa-me este momento filosofico matutino mas a uma segunda-feira de manha nao se pode pedir muitohehe
    Bjinhosss e boa semana*

  2. Temos mais em comum do que eu imaginava ahah eu a pensar que era a única que respondia às músicas!
    Beijinhos,
    Melissa Sousa
    Spring Giveaway

  3. Espero que essa tristeza desapareça de uma vez e que apenas sejas muito alegre, porque mereces tudo de bom. Ahaha, a mim nunca me deu para responder às músicas, mas de resto também quando quero consigo ser super chata.
    Beijinhos

Podes comentar aqui