se eu podesse escolher

Se pudesse escolher escolhia

Se eu pudesse escolher escolhia

Ser insensível… Adorava poder ser insensível, não no mau sentido e em todas as circunstâncias da vida, mas em várias situações.
Por vezes gostava de ser mais fria em certas situações, como por exemplo, ser deixar ir-me abaixo quando acontece alguma situação mais crítica, por exemplo:
No outro dia tive uma reclamação a meu respeito e o que é que eu tive ? Um ataque de ansiedade. Não sei se é por ser demasiado sensível, porque tenho que engolir e não deitar cá para fora. Mas gostava de saber impor-me.
Gostava de dizer a alguém assim que grite comigo: “Não desculpe, não tem nada que estar a falar comigo assim!”… E por vezes digo, mas a ansiedade começa a apoderar-se de mim, ao ponto de começar a tremer e só ouvir o meu coração, nada mais.
Estou cansada de tanta falta de respeito que tenho de lidar todos os dias, estou cansada de ter que ouvir queixas e queixinhas todos os dias.
E ainda mais estou cansada por pensarem que tenho cara de quem gosta de levar com as frustrações dos outros.
Sinto-me cansada, selada no meu mundo sem conseguir deitar o que sinto cá para fora.
Se calhar, faz-me falta um psicólogo… Mas também estamos em um país tão bom que é tudo tão caro, que mais vale ficar maluca da cabeça.
Gostava de ser insensível, gostava de não sentir a ansiedade que me dá, gostava de ser do género de pessoa que ouve mas não liga nenhuma, gostava de ser tão insenvível ao ponto desligar por completo.
Mas não, acontece o inverso, acontece que tudo o que acontece fica cá dentro, a remoer e a moer-me…
Eu não compreendo como é que é possível existir tanto egoísmo por parte das pessoas.
Pensam que temos de estar ali a levar com os problemas deles aos gritos.

Enfim, sinto-me cansada, esgotada e a sentir-me a ir por água abaixo.

17 Comments

  1. Eu sei o que é isso. Não é fácil lidar com o público, as pessoas conseguem ser muito más e mesquinhas..
    Mas olha, se tivesses saltado a tampa, a situação podia ser bem pior. Nestes casos, o melhor é mesmo estar calada. Ou então responder no momento exacto e com as palavras certas.

  2. Eu sei o que é isso, acredita! Preicisas de alguém para deitar tudo o que sentes cá fora, mesmo que não seja com um psicólogo (que de facto não é barato), uma pessoa mais próxima.
    Esse tipo de trabalho ao público é bom porque o dinheiro não cresce das árvores mas é uma dor de cabeça! Força minha linda e alguma coisa podes falar comigo, sabes aonde me encontrar.
    Beijoca ❤️

  3. sei bem como é , por vezes seria melhor estarmos “trancadas” num cubiculo sem ninguem . Pois constantemente existem faltas de respeitos , bocas, piadas, e isso tudo , eu tambem no meu trabalho não posso me impor nem dizer nada . O cliente tem sempre razão nao é ? Mas tambem às vezes vou ao limite, por vezes chego a casa e dou por mim a chorar pois não aguento tamanha falta de educação e malicia por parte das pessoas. E eu sofro imenso com a ansiedade. Mas depois penso possa e as coisas boas ? E tento me lembrar ao máximo das risadas, dos poucos e raros elogios, temos de ser nós mesmos os nossos psicologos por vezes .
    E tu meu anjo tens de sorrir e não deixar que ninguem te mande abaixo , mantêm a postura , este trabalho vai te abrir portas ao lidar com mil e uma personalidades por dia , tal como eu…

    Beijinhos ♡ O Olhar da Marina

  4. Engraçado, sou muito parecida! E sim, ser insensivel daria muito jeito realmente! Mas não te deixes vencer! Toda a gente têm direito a sentir-se mais em baixo, deixa-te ir por água abaixo por momentos, mas depois fica os pés e as mãos e agarra a vida com toda a força, pois és forte e melhor! Beijinhos! Obrigado pela visita no blog. Já subscrevi o teu, gostei bastante Pirilampos! Kiss

  5. Olá linda… eu também sofro por ansiedade… em muitas coisas… então no trabalho também tive uns episódios bem estúpidos… As pessoas são muito mal criadas e acham que são superiores aos outros… esquecem-se que vamos todos para o mesmo sítio no fim!
    Eu já sofri bastante com esse tipo de coisas… com o tempo vamos criando defesas e acabamos por ficar um bocado frias… mas mesmo assim não somos de ferro!.
    Beijinhos grandes
    Ana Negrão Makeup

  6. Obrigada pelo teu comentário no meu blog <3

    Percebo que te sintas assim, muitas das vezes isso pode até acontecer no nosso trabalho e temos de manter a postura, o que pode ser difícil! Espero que tudo melhore daqui para a frente e que daqui a uns tempos possa entrar no teu blog e ver-te a falar de como superaste este problema que vives agora. 🙂 Beijinhos!

    https://myfashionroutine.blogspot.pt/

Podes comentar aqui