Afinal, quem és tu?

Quem és tu afinal? És um Ser Humano, de duas pernas e dois braços, com um coração.
Verdade. Mas já reflectiste sobre aquilo que realmente és? Quem te transformas-te? Naquilo que te tornas-te?
Se existem coisas que tenho aprendido ultimamente é que temos que nos saber valorizar, saber aquilo que somos capaz, e tu sabes tão bem quanto eu, que és capaz de qualquer coisa. És capaz de ir ao fim do mundo se for preciso.
Mas afinal porque estou a escrever isto? Perguntam vocês.
A resposta é simples, a resposta vai estar diante dos vossos olhos, que estão desse lado do ecrã a tomarem atenção ao que escrevo. E sabem porquê?
Porque uma pessoa chega a uma certa idade e a uma certa altura que as coisas começam a deixar de fazer sentido e deixamos-nos ir ao fundo. Mas, podes parar por aí.

Eu não presto, pelo menos é o que me dizem

Mentira, estás completamente errado. Quem não presta é quem te diz isso. Tu prestas e muito. Só que o teu bem estar incomoda muita gente e aí começa a gerar uma onde de indignação aos outros que só querem o teu mal.
Mas tu, vais ser capaz de mostrar que, a ignorância deles a ti não te importa, porque tu, não precisas de mandar os outros abaixo para te sentires grande, tu não precisas de te enfiar em um canto a chorar, tu não precisas de te refugir de ninguém. Porque tu, como muitas outras pessoas, sabes viver um dia de cada vez, sabes ser feliz à tua maneira sem depender de ninguém para isso. Tu és quem realmente és e ninguém te tira isso.

Em todos os meus empregos dizem que não sou bom o suficiente

É possível, e quase de certeza quem em 99% deles vão-te sempre mandar abaixo. Mas sabes, vozes de burro não chegam aos céus.
Se tu sabes que és bom, se tu sabes que fazes bem o teu trabalho, se tu te sentes satisfeito e realizado com o esforço que tens feito ao longo do tempo em que trabalhas, não permitas que te deixem mandar-te abaixo.
Primeiramente, vais ter sempre colegas que te vão fazer a vida em um inferno porque fazes um excelente trabalho, depois tens os teus patrões que não devem ter mais nada que fazer a caírem-te em cima também.
Mas isso é em todo lado, nenhum emprego é perfeito. Mas cabe-te a ti impores limites, sabes porquê? Porque felizmente o tempo da escravidão acabou e tu és mais que livre para te defenderes e dizeres que chega!

Estou cansado da minha vida 

Estás? Eu também, não te sintas sozinho. Mas sabes o que tens de fazer? Saber ultrapassar isso. Porque cabe a nós e só a nós saber-mos lutar por uma vida melhor, por sentimentos melhores e ninguém irá fazê-lo por nós.
Não vale a pena deixares ir-te abaixo, porque tu, fazes falta ao mundo, mesmo que sintas que não. És uma vida… Vida essa que tem tanto direito em viver e sobreviver como todos os outros. Só tu podes escolher as melhores opções, portanto se tens hipótese de poder escolher uma vida melhor para ti, escolhe e não te massacres.

Na escola batem-me e tratam-me mal

Não sou a melhor pessoa para falar disso, mas uma coisa sei, Deus é grande e não dorme. E se te batem, se te tratam mal, cabe-te a ti a fazeres queixa deles.
Eu sei que não é fácil, eu sei que tens medo, eu sei que tu te vais chegar ao pé de alguém para falar e acabas por perder a coragem, e até lá, continuas a ser gozado, agredido e sem poderes fazer nada. Não te cales!
Perde o medo, levanta a cabeça e faz a queixa. Não deixes que essa gente estúpida controle a a tua vida, não deixes que eles façam de ti um saco de lixo! Tu és alguém, e sendo tu esse alguém, tem que fazer o melhor para si. Calares não é solução aliás é uma ajuda para eles continuarem. Move on.
Segue em frente e acaba com toda a porcaria que te estão a fazer!

Se eu me matar, não fazia qualquer diferença

Acho que toda a gente no mundo já teve esse género de pensamento, mas é a pior estupidez em que podes pensar. E sabes porquê?
A tua vida é uma vida que só tu tens direito a fazer dela o que tu quiseres. Se te sentes mal, triste e farto de viver, procura ajuda. Ninguém merece acabar com a sua vida, muito menos porque outros ajudam a incentivar a fazê-lo.
Ninguém tem direito a tirar a tua vida. Tu és a escolha e a decisão da tua vida. E só tu, podes decidir o que fazer.
Eu não te vou impedir, mas achas que vale a pena acabares com a tua vida? Tudo o que fizeste, tudo o que lutas-te, por tudo o que tens aprendido, vais deixar acabar com a tua própria vida?
Por mais merda que tenhas feito, não deves nem podes acabar com a tua vida. Nós aprendemos com erros, não é a acabar com a vida que os erros se vão embora. Vão contigo até ao caixão.
Mas que pelo menos, eles vaiam contigo quando efectivamente chegar a tua hora de fechar os olhos, não quando és tu próprio que queres acabar com a tua vida.

Afinal, quem és tu? Já pensas-te agora que leste este texto? És uma pessoa que gosta da sua vida? Ou que detesta a sua vida? És uma pessoa que tem sentimento de arrependimento? És uma pessoa que simplesmente não vive? Então, vive!
A vida é só uma, e cabe a ti fazeres dela o melhor. A vida é só uma e só cabe a ti vivê-la!
Na vida existe uma coisa que nunca vai desaparecer, que é a morte. Mas deixa ela decidir quando deves ou não acabar com a tua vida, não sejas tu a fazer.
A vida já é curta o suficiente. Pensa, existem milhares de pessoas a lutar pela sua vida! Não dês tu cabe da tua, só porque tens os sentimentos mais terríveis à face da pele e te faz querer acabar com tudo.
Precisas de ajuda? Precisas de falar? Fala com alguém. Mas acabar com uma vida é o mesmo que acabar com o ar que respiramos. Não faças isso, faz o teu melhor, dá o teu melhor e ultrapassa tudo. Não deixes que te destruam!

Quando tiveres vontade de cometer alguma loucura, vai a um sítio bem alto, e grita, mas grita ao ponto de não poderes mais, deita tudo cá para fora, tudo! GRITA GRITA GRITA e manda tudo à merda!!!
Agora pára de chorar, tu és lindo/a e lembra-te que tudo ficará bem!

 

3 Comments

  1. “Em todos os meus empregos dizem que não sou bom o suficiente” Não fiquei efectiva no ultimo local onde trabalhei porque disseram-me isto, enquanto na verdade a de recursos humanos não gostava de mim e provavelmente tu conheces a querida ahaha

    Beijinhos,
    Dezassete

Podes comentar aqui