A partir do momento em que decidimos fazer alguma coisa, começamos a pensar nas inúmeras situações que podem acontecer. Ate se chegar ao ponto de, não se começar porque começamos a ter aquele sentimento de medo e vergonha.
O momento em que eu decidi criar um blog, foi numa altura em que estava desemprega, não tinha nada para fazer, estava sozinha, na minha solidão escura e sombria, até começar a ver blogs, youtubers e pensei “Não, eu gostei do que vi, vou pôr mãos à obra“.
E assim foi, comecei com um de fotografia e passados um tempo alterei para um que falasse de tudo, porque eu falo de tudo sem vergonha nenhuma na cara.
Mas depois comecei a pensar nas várias situações que iriam decorrer:

  • A minha família iria saber (mesmo que tentasse esconder, é tudo tão fácil de descobrirem);
  • O meu português é um assassino da Língua Portuguesa;
  • Não tenho nada de interessante para escrever e partilhar;
  • Nunca vou ser tão boa como os que estão por aí;

E todas essas situações que nos sufocam constantemente, como uma cobra de volta do nosso pescoço.
Mas, porque deveria eu, de desistir daquilo que queria fazer por causa de medos?
Porque haveria de ter medo que as pessoas pensassem mal do meu português, ou que a minha família iria saber…
Isso não iria mudar aquilo que sou…
Portanto temos que saber ouvir, temos que saber ser julgados (mas com moderação), porque quer queiras quer não, as pessoas vão-te atacar, seja que forma for. As pessoas não aceitam que sejamos bons em alguma coisa.
Vamos estar sempre a ouvir críticas, e nós vamos-nos deixando ser enrolados nessa bola de más energias… Mas não podemos deixar!!!
Cada um de nós deve saber ouvir, mas defender. Cada um de nós tem que saber aquilo que vale, cada um de nós tem que saber que: “Não eu sou bom e não quero saber que tu não gostes!“.
A lei de ser uma blogger é ser bom naquilo que escreves, naquilo que partilhas, mas principalmente seres tu, seres honesto, seres verdadeiro.
Não deixar que os medos o enrolem, não deixar que te julguem, porque tu és bom! És bom em tudo!
Ninguém é mais que ninguém.
Temos que saber ultrapassar os nossos medos, mandá-los dar mesmo uma curva e provar ao nosso mundo, que mereces, que trabalhas para isto e é para isto que te queres esforçar.
Este mundo da escrita de Blogs, tem muito que se lhe diga, mas mais vale uma paixão séria do que um falsidade!
Existem várias pessoas com medo de escreverem para além dessas razões, serem alvos de chacota, como acontece imensas vezes.
Não podem desistir só por isso, infelizmente o ser Humano é mau, e não é por escreveres ou deixares de escrever que as pessoas vão deixar de ser aquilo que são: Idiotas.
Nós temos a obrigação de levantar a cabeça e seguir em frente, temos a obrigação de ignorar tudo aquilo que nos faz mal, que nos perturba e magoa… Nós somos melhores que essa pessoas, porquê desistir ?
Se não formos nós a mudar o comportamento Humano, ninguém o vai mudar e nunca vamos deixar de ser alvos fáceis para as pessoas deitarem as suas frustrações, porque sabem que não valem nada e têm que fazer com que os outros não prestem também.

Sê feliz como blogger e sê feliz com a pessoa que tu és!