Todos os anos é sempre a mesma lenga-lenga, dias que chamam de “especiais”. Coisa que eu não ligo nenhuma, nem sequer acho correcto haver esses tais dias. Dia da Mãe, dia do Pai, dia dos namorados, dia da criança e por aí adiante,...